O que fazer: imitar ou inovar?

Profundidade do Conteúdo deste Artigo.

Olá, Meu nome é George Lucena e vamos falar um pouco mais sobre Inovação.

Inovar, sempre.

Em alguns casos, no entanto, a imitação pode ser usada como bom ponto de partida.

As companhias brasileiras, em geral, têm hábito de copiar modelos de sucesso de outras organizações, sejam elas nacionais ou estrangeiras.

Prova disso são os dados referentes à compra de tecnologia do exterior.

Em 1992, a conta de royaltíes e licenças era de US$ 200 milhões.

Em 2001, o volume foi incrivelmente maior: US$ 3,5 bilhões.

O problema de imitar os outros o tempo todo é que, com essa atitude, a empresa castra a capacidade das pessoas de inovar e atrofia o desejo do novo.

A imitação pode ser o ponto de partida para o aprimoramento daquilo que foi copiado, mas não deve ser o comportamento constante da companhia.

Empresas que ficam sempre à sombra dos concorrentes dificilmente conseguem sair na frente, mesmo que
incrementem e melhorem seus produtos.

Linsu Kim, professor de gestão da Universidade da Coréia, estudou mais de 200 companhias coreanas que se utilizaram da imitação para difundir mais rapidamente o aprendizado do pessoal das áreas de engenharia, design, tecnologia e P&D.

Grandes indústrias como Samsung, LG e Hyundai foram algumas das empresas analisadas.

Essas companhias implantaram vários tipos de adaptações e melhorias, sendo que muitas delas, mais tarde, tornaram-se inovações.

Os estudos de Kim mostraram, no entanto, que a imitação não bastava para essas empresas se tornarem
competidoras à altura dos países altamente industrializados: as companhias mais competitivas, que tinham a inovação arraigada em suas competências internas, sempre acabavam saindo na frente.

Bom… Inovar na área de Marketing Digital parece um pouco complicado.

E na verdade não é uma tarefa simplória (SE VOCÊ QUER REALMENTE TER RESULTADOS EXPRESSIVOS), apesar de muitos venderem a ideia do “FAÇA VOCÊ MESMO”…

Você tem duas opções para não ficar para traz nesta acirrada competição com os seus concorrentes.

Ou você aprende a usar todas estas ferramentas e direciona boa parte do seu tempo para esta atividade ou você pode terceirizar estas ações conosco.

Queremos você como parceiros e certamente teremos uma forma de lhe ajudar a desenvolver e alavancar o seu negócio nas redes sociais e no ambiente Mobile.

Então, onde você imagina que pode inovar em seu negócio?

Bem. Espero que tenha ajudado a discutir um pouco sobre este tema.

Estarei publicando uma série de novos artigos… acompanhe nossas publicações, cadastre-se em nosso site e curta a nossa Fanpage.

Ahh! É muito importante para MIM e PARA VOCÊ que você deixe um comentário neste artigo.

Sempre que você comentar um artigo eu me comprometo em criar um link para a sua página na resposta ao seu comentário!

É assim que construiremos uma grande rede de conteúdo relevante!

Abraço e Sucesso!

Ahh! Não esqueça de visitar o nosso Site: www.glucenaonline.com.br

George Lucena

Visite nossa Fanpage


Profundidade do Artigo
1
Qualidade deste Artigo
1
Utilidade deste Artigo
1
Média
  yasr-loader


Originalmente publicado em no Guia Valor Econômico de inovação nas empresas: Moysés Simantob & Roberta Lippi.

Deixe um comentário

avatar
  
smilegrinwinkmrgreenneutraltwistedarrowshockunamusedcooleviloopsrazzrollcryeeklolmadsadexclamationquestionideahmmbegwhewchucklesillyenvyshutmouth
Foto e arquivos de imagem
 
 
 
Arquivos de Áudio e Vídeo
 
 
 
Outros tipos de arquivos
 
 
 
  Inscrição  
Notificação de